AMOV - Associação de Condomínios do Morro da Viúva

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

AMOV - Associação de Condominios do Morro da Viúva

Aguardem, em breve o novo site da AMOV!


"Se alguém quer mudar o mundo, tem de começar por si próprio, pois mudando a si próprio sua casa mudará. Mudando a sua casa, a rua mudará. Mudando a rua, o bairro mudará. Mudando o bairro, o município mudará e assim por diante até mudar o mundo."

(Confúcio, há 5 mil anos)



A Associação de Condomínios do Morro da Viúva tem como finalidade servir de interlocutor entre os moradores e as autoridades constituídas, procurando garantir a integridade do patrimônio de seus associados, a defesa do bem comum e a preservação do meio-ambiente.

Este novo canal de comunicação na internet tratará da questão maior que interessa a todos: buscar sempre melhor qualidade de vida, através da participação de todos os moradores e dos diversos segmentos da sociedade, no debate e no encaminhamento das questões que nos estão a afligir. A participação efetiva da comunidade e troca de experiências fazem parte da vida associativa, pois não vivemos numa ilha. Tudo será mais fácil quando nos integramos em comunidades.

>> Leia mais
 

As bicicletas laranjinhas foram instaladas na Avenida Rui Barbosa, próximo à entrada da passarela subterrânea, por solicitação da AMOV.

Parabéns a todos.


Cartas

Pedimos providências junto à Fundação Parques e Jardins e à CET -RIO

8° acidente com ônibus em alta velocidade na Av. Rui Barbosa.

Ilmo. Sr.

Dr. Fabio Mamedio

M. D. Diretor da Fundação Parque e Jardins

Senhor Presidente,

Gostaria de dividir com V. Sa. Nossa preocupação de mais de ano, solicitando estudar, junto à CET- RIO, solução para o problema comum aos três.

Domingo, dia 20, às 9 horas, pela 8° vez em um ano, ocorreu o acidente. Os ônibus, após o sinal na altura do Instituto Fernandes Figueira, no n° 716 da Av. Rui Barbosa, desenvolvem velocidade, não parando no ponto em frente ao n° 460 e, na altura da curva, quase em frente ao prédio n° 170 do Clube Flamengo, perdem o controle, adentrando no canteiro e jogando abaixo árvores belíssimas e até seculares. Já houve acidente até envolvendo taxi também. Estávamos dispostos a adquirir árvores na Fundação Burle Maxx para serem plantadas no local.

Entretanto, o importante seria encontrar solução técnica para que o fato não mais ocorra. Seguem fotos do ocorrido.

Cordialmente,

Maria Thereza Sombra

Presidente da AMOV

Ilma. Sra.

Dra. Claudia Antunes Sessin

M. D. Diretora – Presidente da CET- Rio

Iremos relatar acidente, já ocorrido 8 vezes, em um ano, solicitando estudo, por parte deste órgão, para que não mais ocorra, evitando talvez morte.

Domingo, dia 20, às 9 horas, foi o 8° acidente com ônibus. Eles vêm em alta velocidade após o sinal em frente ao n°716 da Av. Rui Barbosa – Instituto Fernandes Figueira, não conseguindo parar nem no sinal em frente ao prédio n°460. Na curva, na altura do prédio anexo ao prédio 170 do Clube Flamengo, eles perdem o controle e adentram no canteiro do Aterro derrubando árvores belíssimas e até seculares. Ano passado bateram até em taxi. Através das fotografias anexas V.Sa. poderá avaliar a situação e estudar “In loco” as medidas necessárias.

Cordialmente,

Maria Thereza Sombra

Presidente da AMOV


Pedimos transferência do bicicletário instalado na Av. Rui Barbosa

Senhor Subsecretário Jorge Luis Arraes

Em nome da Associação de Condomínios do Morro da Viúva e representando os três síndicos dos Condomínios Residências A, B e C vimos alertar V. Sa. sobre a demora na transferência do bicicletário instalado na Av. Rui Barbosa. Segundo declarações “o remanejamento só será realizado após termino do cronograma em curso”. O Artesão Reinaldo, que há mais de 10 anos conserta cadeiras de palinha naquele local, foi muito feliz em suas declarações quando alertou sobre pequenos acidentes já ocorridos. Não gostaríamos que acidente sério viesse a ocorrer e a Prefeitura fosse responsabilizada. O bom senso indica que a retirada não deveria esperar a inauguração das 200 estações de bicicletas.

Atenciosamente,

Maria Thereza Sombra

Presidente da AMOV

Veja aqui a notícia do Jornal O Globo: Bicicletário na pista


Rio de janeiro, 28 de março de 2013

Senhor Síndico,

A AMOV abraçou a “Campanha de Hospedagem”, abrindo sua casa para um peregrino durante a Jornada Mundial da Juventude Rio 2013.

Durante 5 dias, jovens de todo o mundo estarão no Rio para um grande encontro de arte, cultura, música, diversão e fé. Eles trazem na bagagem saco de dormir ou colchonete e durante o dia estarão em atividades da JMJ. Basta oferecer um espaço para pernoite e higiene pessoal, no período de 21 a 31 de julho, porque alguns peregrinos chegam antes e/ou saem depois.

Para participar entre em contato com a Irmã Graça ([email protected]) ou pelos telefones (21) 3177-2013 / 8736-5631 ou pelo site www.rio2013.com.

Façam a maior divulgação, junto aos moradores, e, desde já, agradecemos aos que puderem abrir a porta de suas residências.

Cordialmente,

Maria Thereza Sombra

Presidente da AMOV

Sra. presidenta Maria Teresa Sombra,

Como a senhora, também sou uma antiga moradora da Av. Rui Barbosa, exatamente há 33 anos, portanto adoro esta rua e suas árvores. Também fui vária vezes síndica, inclusive quando as reuniões eram feitas no nosso prédio.; sempre prezando o bom convívio com os vizinhos.

Hoje tive conhecimento da carta que a senhora escreveu para o repórter do Globo, pois não a tinha visto publicada. Sempre fui ciente das podas nos devidos meses, pois sou proprietária de uma fazenda no Sul de Minas muito arborizada e que as podas são feitas exatamente nos meses certos para que nos deem os frutos nas horas certas. Além disso viajo para cidades mais evoluidas tecnologicamente que vejo podas radicais precedendo ao inverno para que nos meses mais quentes desenvolvam com mais vigor. Posso afirmar que, há anos, a prefeitura quando poda a nossa avenida pula o trecho da Maternidade até depois do edifício Residência.

Quanto a reportagem que enviei para o jornal foi muito consciente, pois no dia de Natal, sem chuva ou vento, caiu um tronco imenso na calçada em frente à Fernandes Figueiras, próximo ao ponto do ônibus. No dia da remoção o funcionário da COMLURB me relatou que muitas árvores estão ocas e que a AMOV não permite a poda. Fato também dito pelo vereador Caiado.

Gostaria muito que esta carta fosse publicada na página do jornal da AMOV, pois depois da minha reportagem tive várias manifestações de apoio de conhecidos e vizinhos da Rui Barbosa.

Aproveitando, relato os fatos do temporal de hoje a noite com fotos em anexo e peço que a sra como grande apreciadora do serviço público fe presidente da AMOV , faça alguma coisa para desentupir nossos bueiros, arrumar as pedras portuguesas da calçada do lado do parque e trabalhar junto aos prédios para que desentupam as caixas de esgoto que diariamente transbordam na nossa tão querida e "chique"avenida.

Agradeço a sua atenção,

Maria Angelica Aguiar


DIREITO DE RESPOSTA - ÁRVORES AV. RUI BARBOSA

Ao jornalista Marco Grillo,

Na qualidade de Presidente da Associação de Condomínio do Morro da Viúva e guardiã de uma das mais belas ruas desta cidade, solicito poder fazer uso do "direito de resposta" à reportagem do Globo Zona Sul de 24 de janeiro, a folhas 8 e 9, visto não terem sido muito felizes suas colocações:

1- as nossas árvores não são polêmicas, pelo contrário, são consideradas por todos verdadeiro "oásis urbano" e a "área verde (imensa) funciona como ar-condicionado" neste calor escaldante;

2- o galho caído independe de poda. A denunciante desconhece que a ventania e os temporais têm derrubado até árvores. O galho caiu pelas mais diferentes razões e nunca por falta de poda;

3- a denunciante talvez não saiba que só se poda nos meses de maio, junho, julho e agosto e a COMLURB não têm condições de fazê-lo em toda a cidade. Assim, quando tiverem prejudicando a iluminação, letreiros, fiação ou adentrando residências, são imediatamente podadas;

4- só três árvores estavam podres e foram totalmente podadas/arrancadas;

5- sou moradora há 46 anos na Av. Rui Barbosa, no mesmo prédio, e síndica há vinte anos, e testemunha dos excelentes serviços prestados pelo Poder Público, tendo a frente a Administradora Regional do Flamengo;

6- gostaria de parabenizá-lo pelas excelentes fotos que serviram para demonstrar a beleza e a proteção de que são alvo os poucos moradores que transitam naquela calçada, onde não há prédios, mas sempre protegidas contra o sol e o calor.

Atenciosamente,

Maria Thereza Sombra

Presidente da AMOV

Prezados moradores da Avenida Rui Barbosa,

A 3Plus Assessoria e Marketing, empresa reconhecida pela realização de grandes eventos na área de arquitetura e decoração, prepara-se para 22ª edição da CASA COR RIO 2012, que, este ano, acontecerá na Av. Rui Barbosa nº 762, no imóvel de propriedade da UFRJ.

A Proposta da Casa Cor é resgatar a história do imóvel, respeitando as características arquitetônicas do prédio e, como tem feito nos anos anteriores, revitalizar e trazer ao convívio da sociedade um espaço importante, que foi palco de acontecimentos da vida do país e da cidade.

O evento será inaugurado no dia 3 de outubro, terá duração de 6 semanas e estará devidamente licenciado pelas autoridades competentes. A mostra abre as 12 horas, de 3ª a domingo, e a venda de ingressos encerra-se as 22 horas.

Todas as providências têm sido tomadas para que a montagem e o evento causem a menor interferência possível no dia a dia dos moradores, minimizando, ao mesmo tempo, os eventuais impactos que dele possam evetualmente advir.

Não poderíamos deixar de registrar o valioso apoio e colaboração que a AMOV, através de sua presidente, Sra Maria Tereza Sombra, vem prestando.

Na certeza de que a Av. Rui Barbosa se beneficiará com o evento Casa Cor, e, visando manter uma boa política com os moradores, nos colocamos à disposição os esclarecimentos necessários.

Atenciosamente,

Patricia Mayer e Patricia Quentel


Prezada Maria Thereza,

É com grande alegria que levo ao seu conhecimento que em memorável e histórica reunião do Conselho Deliberativo do CRF. ontem realizada, foi aprovado, por esmagadora maioria, o arrendamento do prédio da Av. Rui Barbosa, 170 ao Grupo EBX, do empresário Eike Batista, que o transformará, até 2015, em um belíssimo Hotel 4 estrelas, o que muito valorizará o prédio e o entôrno.

Li sua carta, no início da sessão, e que certamente exerceu forte influência na decisão do Conselho.

Parabéns pela sua eficiente liderança e continuo à sua disposição para qualquer esclarecimento sobre a execução do projeto. Iremos iniciar agora as negociações para desocupar os cerca de 40 aptos. e 2 lojas, o que esperamos concluir em 6 meses, para que comecem as obras, que terão que estar concluídas até dezembro de 2015.

Abraços,
Sylvio Capanema


Exmo. Senhor Prefeito Eduardo Paes,

Os síndicos que congregam a Associação de Condomínios do Morro da Viúva, representando cerca de 10 mil moradores, em reunião mensal, ocorrida em 12 de setembro de 2011, face ao tempo decorrido, propuseram fosse enviada a V. Exa., exposição resumida dos fatos abaixo, solicitando a adoção das providências que o caso requer, visando a remoção do embrião de favela do Morro da Viúva:

  • Em março, o Presidente da CEDAE, Dr. Wagner Victer, em e-mail enviado ao Dr. Alex Costa, Secretário de Ordem Pública, após minuciosa exposição da ação de interdito proibitório com apelação, solicitou a atuação da Secretaria para resolver problema que durou quase 10 anos e a Prefeitura ganhou na Justiça;

  • O Dr. Alex respondeu que iria acionar para antecipar a ação da Secretaria;

  • Após inúmeros recursos, ratificado o Acórdão que manteve a senteça (15/04/2011), caberia ao Município, executar a referida decisão, para a retirada dos invasores;

  • Em 22/06/2011, o Dr. Carlos Mafra de Laet, morador da Avenida Rui Barbosa, entrou em contato com o Dr. Carlos Roberto Osorio e Luis Antonio Guaraná e convidou-nos para acompanhá-lo em reunião, também com a presença do Dr. Alex da Costa, para tratar do assunto. Ficou decidido que iriam analisar a situação e adotar as providências necessárias;

  • Em 02/08/2011, o advogado da Presidência da CEDAE enviou-nos e-mail, indagando se teríamos alguma novidade em relação à retirada dos invasores da área da CEDAE, no Morro da Viúva, porém, infelizmente, nada sabíamos, status que perdura até o momento;

  • Amargamos com a agressão à natureza, desmatamento de APA, depredação do reservatório tombado da CEDAE, problemas com a fauna e a flora da região, derrubada de árvores, problemas de saneamento e lixo nas encostas, etc. Enfim, situação que perdura há mais de 40 anos e vem transformando a região em comunidade carente, com cerca de 60 residentes;

  • V. Exa tem desocupado muitos imóveis irregulares, desde o Recreio do Bandeirantes e até as favelas. Acreditamos, que poderá salvar a região e resolver esse problema que nos angustia.

Atenciosamente,
Maria Thereza Sombra
Presidente da AMOV


Ilmo. Senhor, Dr. Alexandre Wrobel
M. D. Vice-Presidente Patrimonial do Flamengo

Na qualidade de Presidente da Associação de Condomínios do Morro da Viúva, há 8 anos, representamos, hoje, cerca de 20 mil moradores do entorno do Morro da Viúva. Lutamos, há anos, com o abandono do prédio de nº170 da Av. Rui Barbosa, dos problemas de conservação e das calçadas. É lastimável a situação do prédio de tão importante clube. A informação que recebíamos era sempre a mesma: falta de recursos. Quando, há cerca de 6 meses, tomamos conhecimento que o empresário Eike Batista estaria interessado em assumir o prédio, transformando-o em hotel, a felicidade foi geral. Neste fim de semana recebemos inúmeras ligações para saber o que poderia ser feito para a aprovação na reunião do Conselho, hoje, dia 9. Afirmamos, veementemente, em nome de todos os moradores, sermos totalmente favorável à aprovação, hoje, da transformação de uso do prédio em hotel. A iniciativa privada prestaria um serviço ao Clube Flamengo e à comunidade local, com novas concepções, nova mentalidade e nova cultura comunitária. O prédio funcionaria como cartão postal aos que aqui residem e aqueles que virão nos visitar, iniciativa de vanguarda, por parte do clube, sabendo que a AMOV irá sempre defender seus interesses. Imploramos ao Conselho do Flamengo à aprovação de tão arrojado projeto de transformação do prédio em hotel.

Cordialmente,
Maria Thereza Sombra


Todas as favelas grandes começaram pequenas e esta será igual

, se não agirmos já! Juntem-se a nós. Procurem seus amigos, os seus vereadores e deputados, pois sentindo a nossa força política o Sr. Prefeito decida-se a cumprir uma decisão judicial, como é de seu dever.

Senhores Moradores da Av. Rui Barbosa e início da Praia de Botafogo:

Uma constante fonte de preocupação de AMOV é a ameaça de expansão da "favelinha" no topo do Morro da Viúva, em torno de um desativado reservatório da CEDAE. Se não de todos, o problema é bem conhecido de um grande número de nossos moradores e associados. Após ingentes esforços, conseguimos, primeiramente, identificar o proprietário como sendo a CEDAE e, em seguida, aliar-se à empresa para buscar os meios judiciais para fins de remoção dos ocupantes ilegais do terreno. A decisão judicial foi favorável. Entretanto, a Prefeitura recusa-se a cumprir a ordem de remoção dos que ocupam ilegalmente a área.

O texto do e-mail anexo, enviado pela AMOV ao Prefeito, é, por si só, explicativo. Como a atitude do Prefeito é fundamentalmente política, estamos certos de que somente com a união dos moradores dos condomínios do entorno do Morro da Viúva conseguiremos levar a bom termo a nossa luta. É preciso que o Prefeito sinta também a pressão política dos 20 mil moradores contra a conveniência de um grupo de cerca de 40 pessoas ocupantes ilegais de um próprio do serviço público.

Maria Thereza Sombra
Presidente

>> Baixe a versão em PDF do folder

Matérias


O Renascimento de um ícone

Palacete que já foi hotel de luxo e dormitório estudantil é recuperado para abrigar a mostra Casa Cor

>> veja a matéria

Artigos


COLETA SELETIVA DE LIXO

Como é de conhecimento geral, um dos grandes problemas urbanos de nossos dias, com sérias consequências de natureza ambiental é a disposição do lixo doméstico. A cada dia, a situação se torna mais grave em nossa cidade, que não está ainda suficientemente preparada para processar e industrializar o lixo. Cada um de nós pode colaborar para amenizar o problema, separando o lixo orgânico do lixo sólido e reciclável. Com o objetivo de obter das autoridades municipais melhor orientação de como proceder, a AMOV, em sua última reunião mensal, promoveu um encontro com dirigentes da COMLURB, cuja ata encontra-se adiante transcrita.

>> Acesse a ata...


Inspirado no 311 de NY, será inaugurado hoje a Central de Atendimento do Rio - totalmente informatizada - que funcionará 24 horas / 7 dias por semana.

Através dela, você poderá contribuir com a cidade apontando qualquer problema do tipo buraco na rua, lâmpada queimada, poda de árvore, sinais de trânsito, entre outros.

Ao relatar o problema, o cidadão receberá um número de protocolo e um prazo para a execução do serviço.

Basta ligar para o número 1746.
Caso esqueça o numero ai vai uma dica: 1 representa a cidade que você mais ama e 746 as letras "R-I-O" no teclado do telefone convencional.

Assim como você, também buscamos um Rio melhor!

Mais informações: www.1746.rio.gov.br



PROJETO DEDIC
Delegacia de Dedicação Integral ao Cidadão

Pesquisas demonstravam que 88% das pessoas não colaboravam com a polícia. A partir das Dedics, estes mesmos 88% irão colaborar, sabendo-se que já foram implantadas na Zona Sul, Tijuca, Vila Isabel, Grajaú e parte da Zona Oeste.

As Dedics irão modificar radicalmente a forma de trabalho na Polícia Civil, partindo do pressuposto de que a confiança e a aproximação com a sociedade é fundamental para a investigação dos crimes. O grau de satisfação dos cidadãos com as Dedics será o grande desafio e a principal meta da Polícia Civil.

Resumindo, a vítima tinha que se dirigir à delegacia da área para registrar a ocorrência e muitas das vezes era mal atendida.

Agora, o Estado vai para sua casa. Vítima realiza pré-registro na Internet (exceto para roubo de carro) e marca hora e dia para ir à delegacia ou para receber o policial em casa, bem como ao fim de três dias recebe o R.O.

Bastará entrar no site www.policiacivil.rj.gov.br e clicar DEDIC.

Vamos divulgar a todos os moradores do Morro da Viúva, pois o sucesso do projeto será de todos os cidadãos – verdadeira lição de cidadania daqueles que tiverem ciência deste arrojado projeto.






Exmo. Sr. Prefeito,

Em nome dos 10 mil moradores da Associação de Condomínios do Morro da Viúva, vimos solicitar seja repensada qualquer autorização para eventos na Enseada de Botafogo e Aterro do Flamengo. O Comandante do 2º BPM e o Administrador Regional do Flamengo afirmaram que nada poderiam fazer, pois a ordem vinha de cima.

Residimos na Av. Rui Barbosa há 40 anos e jamais assistimos espetáculo de tanto desrespeito aos cidadãos que pagam excessivos tributos e foram impedidos em seu direito de ir e vir. O caos instalou-se na cidade e nenhum planejamento funcionou. Aguardamos providências.

Maria Thereza Sombra
Presidente da AMOV




Rio de Janeiro, 30 de novembro de 2009.

Exmo. Sr. Prefeito da cidade do Rio de Janeiro

A diretoria da Associação dos Condomínios do Morro da Viúva – AMOV – solidariza-se com V.Exa. em prol da limpeza da cidade do Rio de Janeiro e vem comunicar que, em setembro passado, já preocupada com tal situação, lançou campanha educativa, visando a revitalização do meio ambiente com a consequente limpeza de suas calçadas, principalmente no que diz respeito às fezes e urina de cães, pontas de cigarro e papéis no chão. Fizemos afixar 20 placas nos canteiros com frases educativas e jocosas que foram objeto de notícia na coluna do Ancelmo Góes de O Globo e Hildergard Angel no JB. O resultado vem superando as expectativas.

Dessa maneira, acreditamos estar aptos a nos candidatar aos prêmios que serão oferecidos àqueles que se engajarem na campanha organizada pelo município em prol da limpeza da cidade. Parabéns pela iniciativa!

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player




SEMANA DE DOAR SANGUE - VAMOS DOAR !

O Serviço de Hemoterapia do INCA (Instituto Nacional de Câncer) é um espetáculo, muito bem equipado para receber doadores de sangue no intuito de permitir que sempre tenha sangue e plaquetas suficientes para a realização de atos cirúrgicos, transplantes em pacientes do Centro de Transplante de Medula Óssea, pacientes em tratamento oncológico, quimioterápico e radioterápico, sem falar das crianças em tratamento oncológico.

Clique aquí e saiba como faz para ser um doador.


AMOV - Associação de Condomínios do Morro da Viúva
Untitled Document

© 2009 | 2011 AMOV - Associação de Condominios do Morro da Viúva | WebDesign: Ricardo Bogéa - Artesanalmente.com.br